Referências

TANATOSOFIA

ARIÈS, Philippe. O homem perante a morte. Tradução de Ana Rabaça. Portugal: Publicações Europa-América, 1977.

BECKER, E. A negação da morte. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1976.

BOWLBY, John. Perda: tristeza e depressão. Tradução de Valtensir Dutra. São Paulo: Martins Fontes, 1985.

CARUSO, Igor. A separação dos amantes: uma fenomenologia da morte. 5.ed. Tradução de João Silvério Trevisan. São Paulo: Cortez, 1989.

CASSORLA, Roosevelt M. S. (coord.). Da morte: estudos brasileiros. São Paulo: Papirus, 1991.

CASSORLA, Roosevelt M. S. O que é suicídio. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 1984.

CHIAVENATO, Júlio José. A morte: uma abordagem sociocultural. São Paulo: Moderna, 1998.

D’ASSUNCÃO, Evaldo Alves (coord.). Morte e suicídio: uma abordagem multidisciplinar. Petrópolis: Vozes, 1984.

DELUMEAU, Jean. História do medo no ocidente: 1300 – 1800. 3. ed. Tradução de Maria Lúcia Machado. São Paulo: Companhia da Letras, 1996.

DURKHEIM, Émile. O suicídio. Tradução de Nathanael C. Caixeiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1982.

ELIAS, Norbert. A solidão dos moribundos. Tradução de Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

GAUDÊNCIO, Edmundo de Oliveira. Jazigo perpétuo (ou observações muito vivas acerca da morte). Dissertação (Mestrado em Sociologia). Universidade Federal da Paraíba – UFPB. Campina Grande, 1986.

HEIDEGGER, Martin. Ser e tempo. Tradução de Márcia de Sá Cavalcante. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 1997.

KASTENBAUM, Robert e AISENBERG, Ruth. Psicologia da morte. Tradução de Adelaide Petteers Lessa. São Paulo: Universidade de São Paulo, 1983.

KOVÁCS, Maria Júlia. Morte e desenvolvimento humano. 2. ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1992.

KUBLER-ROSS, Elisabeth. Sobre a morte e o morrer. Tradução de Paulo Meneses. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1985.

LEPARGNEUR, Hubert. O doente, a doença e a morte: implicações sócio-culturais da enfermidade. Campinas: Papirus, 1987.

MARANHÃO, José Luiz de Souza. O que é morte. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 1986.

MORIN, Edgar. O homem e a morte. Tradução de João G. Boto e Adelino dos Santos Rodrigues. Portugal: Publicações Europa-América, 1970.

PAULA, Sérgio Goes de. Morrendo à toa: causas da mortalidade no Brasil. São Paulo: Ática, 1991.

RODRIGUES, José Carlos. Tabu da morte. Rio de Janeiro: Achiamé, 1983.

SELEEM, Ramses. O livro dos mortos do antigo egito/nova tradução comentada. Tradução de Ligia Capobianco. São Paulo: Madras, 2005.

SILVA, José Carlos Barros. Na hora de nossa morte: as práticas governamentais de assistência ao morto. Dissertação (Mestrado em Serviço Social). Universidade Federal da Paraíba – UFPB. João Pessoa, 1996.

STEDEFORD, Averil. Encarando a morte: uma abordagem ao relacionamento com o paciente terminal. Tradução de Silvia Ribeiro. Porto Alegre: Artes Médicas, 1986.

TORRES, Wilma da Costa et al (coord.). A psicologia e a morte. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1983.

VOVELLE, Michel. Imagens e imaginário na história. Tradução de Maria Julia Goldwasser. São Paulo: Ática,1997.



Anúncios

Fim do Mundo

Quanto tempo duraria uma Guerra Nuclear

Catástrofes do Fim do Mundo

Cinzas na Lua

Marte destrói Lua

Lua de Sangue e a Profecia do Fim do Mundo

🔴NOSSO MEDO DO APOCALIPSE, CIÊNCIA E RELIGIÃO

%d blogueiros gostam disto: